segunda-feira, 24 de abril de 2017

"Se eu gostasse muito de ler" 24 (III série)

Programa 24

(Alexandre e Sofia
EB de Atalaião - turma do 2º e 3º ano)

Ouvir aqui
Se eu gostasse muito de ler

Ilse Losa escreveu
Luisa Brandão ilustrou
Asa editou

Sérgio Godinho escreveu e ilustrou
Assírio e Alvim editou


Dia Mundial do Livro - Comemoração dos 150 anos da abolição da Pena de Morte em Portugal - Apresentação do PNL 2027



Dia Mundial do Livro • Apresentação pública do PNL 2027

Dia Mundial do Livro 2017
No dia 23 de abril comemora-se o Dia Mundial do Livro.
Em 2017 a DGLAB decidiu associar esta comemoração à dos 150 Anos da Abolição da Pena de Morte em Portugal, o que justifica o tema do cartaz da autoria de Cristina Sampaio e o lema "Faça da leitura uma causa de vida".
Esta data também é assinalada este ano pela cerimónia de apresentação pública da nova etapa do Plano Nacional de Leitura para 2017-2027 (PNL 2027), que decorrerá ​no próximo domingo na Biblioteca Municipal Almeida Garrett, no Porto, pelas 11h30.
"O PNL 2027 visa apoiar e fomentar programas especialmente vocacionados para favorecer a integração social através da leitura, em diferentes suportes; a formação dos diferentes segmentos da população - crianças, jovens e adultos; a inclusão de pessoas com necessidades específicas; o desenvolvimento articulado de uma cultura científica, literária e artística; e, ainda, o acesso ao saber e à cultura com recurso às tecnologias de informação e comunicação. … Para este fim, concorrem diretamente o Programa de Promoção da Leitura, a Rede de Centros de Ciência Viva, a Rede Nacional de Bibliotecas Públicas, a Rede de Bibliotecas Escolares e as bibliotecas das instituições do ensino superior" (PNL - Apresentação).


 


domingo, 23 de abril de 2017

Dia Mundial do LIVRO e dos DIREITOS DE AUTOR

A UNESCO instituiu em 1995 o Dia Mundial do Livro. A data foi escolhida por ser um dia importante para a literatura mundial - foi a 23 de abril de 1616 que faleceu Miguel de Cervantes e a 23 de abril de 1899 que nasceu Vladimir Nabokov. O dia 23 de abril é também recordado como o dia em que nasceu e morreu o famoso escritor inglês William Shakespeare.
A data serve ainda para chamar a atenção para a importância do livro como bem cultural, essencial para o desenvolvimento da literacia e para o desenvolvimento económico.

sábado, 22 de abril de 2017

Efemérides - Chegada de Pedro Álvares Cabral ao Brasil

22 de Abril de 1500: Data oficial da chegada ao Brasil da armada de Pedro Álvares Cabral


Pedro Álvares Cabral é o navegador português, a quem é atribuída
 a "descoberta"/achamento do Brasil. Nasceu em Belmonte em 1467 
ou 1468, filho do Alcaide-mor daquela localidade. Com cerca de 10 anos
foi para a corte e, uns anos mais tarde, viria a casar-se com uma 
sobrinha de Afonso de Albuquerque. Sabe-se que D. João II lhe 
concedeu uma tença, embora se ignorem os motivos.
Depois do regresso de Vasco da Gama da Índia, em 1499, Pedro Álvares 
Cabral foi nomeado capitão de uma frota de treze navios que partiram 
em março de 1500 com destino à Índia. Seguiu a rota indicada por Vasco 
da Gama, mas ao passar por Cabo Verde, sofreu um desvio maior para
sudoeste, atingindo, a 22 de abril de 1500, a costa brasileira.
Mandou um navio a Portugal com a nova da descoberta e seguiu para
a Índia, chegando a Calecute a 13 de setembro  de 1500. Vários barcos 
se perderam, entre eles o de Bartolomeu Dias, que naufragou perto 
do Cabo da Boa Esperança que ele próprio dobrara anos antes, pela 
primeira vez. Depois de cumprir a sua missão no Oriente, Pedro Álvares 
Cabral, regressou em 1501 e foi fixar-se nos seus domínios, na zona 
de Santarém, onde acabaria por falecer em 1520,
Continuar a ler em:

quarta-feira, 12 de abril de 2017

"Se eu gostasse muito de ler" 23 (III série)

Programa 23

(Inês, Leonor, Maria e Miguel
3º ano - EB de Atalaião)

Ouvir aqui

José António Gomes coordenou
João Caetano ilustrou
Campo das Letras editou

Alice Vieira escreveu
Daniela Gonçalves ilustrou
Texto editou

Luisa Ducla Soares escreveu
Ana Cristina Inácio ilustrou
Livros Horizonte editou


domingo, 9 de abril de 2017

Efemérides - 1ª Guerra Mundial: La Lys

09 de Abril de 1918: O Corpo Expedicionário Português é destroçado na Batalha de La Lys

 Batalha travada em 9 de Abril de 1918, durante a Primeira Guerra Mundial,
 entre as forças da Alemanha e do Império AustroHúngaro, por um lado, 
e a coligação de países em que se destacavam a Inglaterra, a França 
Portugal, por outro. A batalha decorreu numa planície pantanosa banhada 
pelo Rio Lys e seus afluentes. As forças portuguesas assumiram a disposição 
de um trapézio, cuja face voltada para o inimigo se estendia por 11 km, 
dispuseram-se em três linhas de defesa.

Continuar a ler em http://estoriasdahistoria12.blogspot.pt/


terça-feira, 4 de abril de 2017

"Se eu gostasse muito de ler" 22 (III série)


Programa 22
(Francisco, Margarida, Mariana e Rafael
4ºE - EB de Atalaião)


Ouvir aqui

António Mota escreveu
Teresa Lima ilustrou
Gailivro editou

Luisa Ducla Soares escreveu
Maria João Lopes ilustrou
Civilização Editora editou

Luisa Ducla Soares escreveu
Maria João Lopes ilustrou
Civilização Editora editou

Luisa Ducla Soares escreveu
Sara Sousa ilustrou
Civilização Editora editou


domingo, 2 de abril de 2017

Dia Internacional do Livro Infantil

"No dia 2 de abril comemora-se em todo o mundo o nascimento de Hans Christian Andersen. A partir de 1967, este dia passou a ser designado por Dia Internacional do Livro Infantil, chamando-se a atenção para a importância da leitura e para o papel fundamental dos livros para a infância.
Para assinalar o Dia Internacional do Livro Infantil 2017, a DGLAB convidou o ilustrador João Fazenda, vencedor do Prémio Nacional de Ilustração do ano passado, para ser o autor da imagem do cartaz."

sexta-feira, 31 de março de 2017

O coelhinho que não era de Páscoa


Na biblioteca da EB de Assentos, a professora Luisa Meio Tostão deu a conhecer aos alunos do 1º ciclo e do pré-escolar mais uma divertida história. Desta vez sobre um coelhinho que não que não queria ser de Páscoa... a partir da obra de Ruth Rocha, ilustrada por Valter Ono.

Os valores estiveram presentes: a importância de seguir uma vocação, a persistência, a resiliência, a importância do trabalho em equipa...

Os meninos colaboraram na decoração das lembrancinhas desta atividade
E que bonitos ficaram os coelhinhos!
Obrigada, professora Luisa!


quarta-feira, 29 de março de 2017

Dia Mundial do Teatro - 27 de março....

Foi com muita satisfação que nos sentimos incluídos nas celebrações do Dia Mundial do Teatro - pelo facto de termos contado com a pré-apresentação da peça "O Vermelho de Sara"  de Paul Galagher pela atriz Patrícia Meira, na biblioteca da escola José Régio!
Os professores António Pascoal e António Boinas, brindaram-nos com uma interessante apresentação relativa ao historial daquilo que tem sido nos últimos anos a atividade do(s) Grupo(s) de Teatro da Escola José Régio. Nas nossas memórias estão peças por eles colocadas em palco, como "As mãos de Abraam Zacut", A Casa de Bernarda Alba","Diatribe de amor contra um homem sentado" da autoria de Luís de Sttau Monteiro, Frederico Garcia Lorca e Gabriel Garcia Marques respetivamente. 
Esta foi uma das diversas atividades/encenações/ateliês que fizeram parte do projeto PORTALEGRE: MARÇO TEATRO, dinamizado pela Câmara Municipal de Portalegre, a quem agradecemos o convite


terça-feira, 28 de março de 2017

Encontro com a escritora Antonieta Félix

Antonieta Félix na Biblioteca!

Ontem, 27 de março, foi dia de muitas rimas e belas histórias  e excelentes conselhos na biblioteca da escola José Régio. 


Para além de nos ter apresentado de forma divertida alguns dos seus livros como "Ó Vitorino", "12 meses para contar, 12 meses para rimar", e "O que se passa por lá?" Antonieta Félix contou, encantou e dialogou com os alunos das turmas de 5º ano acerca da importância da leitura e da escrita, nas três sessões em que este encontro se organizou!.

 Muito Obrigado Antonieta! Adorámos!

"Se eu gostasse muito de ler" 21 (III série)


Programa 21
(Andreia, Daniel, Diana e Sara
4ºF - EB de Atalaião)

Ouvir aqui

Luisa Ducla Soares escreveu
Raquel Leitão ilustrou
Civilização Editora ilustrou

Fernando Cardoso escreveu
Portugalmundo  editou

Hans Christian Andersen escreveu
Ana Afonso ilustrou
Porto Editora editou
Antologia de Poemas de autores portugueses
ilustrada por Jesús Gaban e editado por 
Girassol Edições


sexta-feira, 24 de março de 2017

Oferta de livros à Biblioteca

Os delegados das 5 turmas de 6º ano da escola José Régio estiveram esta manhã, durante o intervalo grande, na Biblioteca Escolar, acompanhados pela coordenadora do Departamento de Línguas e professoras de Português.

Vieram oferecer livros que adquiriram com o dinheiro remanescente da visita de estudo a Lisboa.
- 4 exemplares da obra "Ali Babá e os Quarenta Ladrões" uma tradução de António Pescada, editada pela Porto Editora;
- 1 exemplar de "As Naus de Verde Pinho" de Manuel Alegre, da editora D. Quixote.

Ambas as obras fazem parte do conjunto indicado nas metas curriculares de Português para o 6º ano.
Foi uma atitude bonita!

Hora do Conto - parceria com as bibliotecas do Agrupamento do Bonfim

A professora Olímpia Velez apresentou, esta semana, a história "Os ovos misteriosos" de Luisa Ducla Soares, nas escolas de Fortios, Alagoa e Vargem, no âmbito da parceria estabelecida com as bibliotecas do Agrupamento do Bonfim.




- Esta história é mesmo gira!



quinta-feira, 23 de março de 2017

Semana da Leitura 2017


        Este é o tema lançado pela RBE para esta Semana da Leitura que decorrerá de 27 a 31 de março.

No nosso agrupamento teremos a visita das autoras Antonieta Félix e Alda Serras que nos apresentarão os seus recentes livros Ó Vitorino e Desculpa, por acaso viste o mar? respetivamente nos dias 27 e 31.

Eis o cartaz da autoria do professor Hermínio Felizardo:


terça-feira, 21 de março de 2017

Dia da Árvore - Dia da Poesia

Efemérides: dia 21 de Março 

   O Placard das efemérides da Biblioteca da escola José Régio ficou repleto de vida e de poesia neste dia 21 de março.
Celebramos o dia da Árvore e também o dia da Poesia! E nasceu uma árvore maravilhosa! Nas suas verdes folhas e nos seus suculentos frutos surgiram versos do poema "O meu pomar" de Cecília Meireles... 





Se eu tivesse um pomar, um pequeno pomar que fosse,
não lhe poria grade à roda como os outros proprietários.
Não poria a guardá-lo, um desses cães enormes, rancorosos,
que andam sempre rondando os pomares...
O meu pomar seria assim: todo aberto, para todos.
E, quando o outono chegasse e as árvores ficassem cheias de frutos                                       amarelos e vermelhos, 
nenhum pobrezinho teria fome
nenhuma criança choraria de sede, passando pelo meu pomar...
E, no inverno, ainda haveria lá onde alguém se abrigasse,
quando chovesse muito ou fizesse muito frio...
Se eu tivesse um pomar, ele estaria sempre em festa,
cheio de borboletas e pássaros...
Como eu seria feliz, se tivesse um pomar!
                                                                                         Cecília Meireles


PARABÉNS à professora Ermelinda Grilo, por ter sido a mentora deste projeto!
PARABÉNS a todos os alunos e colegas que nele colaboraram !